Investigação iniciada em Biguaçu prende vendedores de armas em SC

Publicidade

O Grupo de Atuação Especial de Combate as Organizações Criminosas (Gaeco) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (4), a operação “Gatilho”. Estão sendo cumpridos 24 mandados de busca e apreensão em municípios da Grande Florianópolis e do Sul do Estado e já foram presos temporariamente três comerciantes de arma. Os mandados foram expedidos pela Unidade de Apuração de Crimes Praticados por Organizações Criminosas da Comarca da Capital.

A operação apura o comércio irregular de arma de fogo e munições na região metropolitana da capital e região sul do Estado. As investigações começaram há seis meses pela Promotoria Criminal da Comarca de Biguaçu, informa a assessoria de comunicação do Ministério Público de Santa Catarina.

Continua após a publicidade

Além do GAECO – Força Tarefa constituída pelo Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria de Estado da Fazenda -, a operação conta com o apoio operacional do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Agência Central de Inteligência (ACI), 21º Batalhão de Polícia Militar e Guarnição Especial de Santo Amaro da Imperatriz, da Polícia Militar, além do Instituto Geral de Perícias (IGP).

O Exército Brasileiro também coopera com os trabalhos por meio de levantamento da área de inteligência e da intensificação da fiscalização dos produtos controlados.

Publicidade