Governo do Estado lança programa de visitação às obras da Ponte Hercílio Luz

Publicidade

O Governo do Estado está lançando um programa de visitas guiadas à Ponte Hercílio Luz, símbolo de Santa Catarina construído em 1920. Trata-se de uma ação que busca reaproximar a comunidade da ponte, já que a estrutura está totalmente interditada desde 1991. Ao mesmo tempo, permite que as pessoas acompanhem de perto o complexo e delicado processo de restauração deste monumento que acaba de completar 90 anos.

Para garantir o acesso do público com segurança, sem interferir no andamento dos trabalhos de restauração, as visitas acontecerão em datas predeterminadas pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) e pela Secretaria de Estado da Comunicação (Secom). As visitas não seguirão uma periodicidade fixa, com o calendário dependendo dos diferentes estágios da obra.

Continua após a publicidade

Como a restauração da ponte é um trabalho de alta complexidade, por questões de segurança, os visitantes serão sempre recebidos inicialmente na Casa Comunitária, localizada na área insular da ponte. No espaço, um guia e engenheiros do Deinfra vão detalhar todos os passos da recuperação da Ponte Hercílio Luz e responder questões históricas e técnicas do projeto.

Após as devidas orientações, os visitantes também poderão caminhar sobre a estrutura. A extensão do trecho será definida de acordo com o andamento da obra ou com as condições climáticas do dia. O tempo estimado para a visita é de 40 minutos. Nesta primeira etapa do projeto, os grupos de visitantes só poderão ser integrados por pessoas com mais de 18 anos.

Orientações para segurança elaboradas pelo engenheiro responsável estão detalhadas no formulário de inscrição. Entre elas, a necessidade de usar calçados apropriados (botinas com solas grossas), não sendo permitido o uso de sandálias, sapatilhas, tênis e saltos altos.

Os agendamentos poderão ser feitos por meio do site www.nossahercilioluz.com.br, sempre que novas turmas estiverem disponíveis. Serão disponibilizadas 25 vagas por passeio, e as confirmações serão enviadas via e-mail. No caso de exceder o número de inscritos, a seleção dos participantes será por ordem de inscrição. Em caso de mau tempo, a organização poderá suspender ou transferir a visita para outra data.

O passeio na ponte é uma iniciativa para que a comunidade se reaproxime do monumento histórico. Moradores locais e visitantes poderão aproveitar a oportunidade para conhecer a estrutura, tirar fotos, filmar e compartilhar a experiência com seus amigos.

Jacqueline Iensen
Assessoria de Imprensa

Publicidade