Homem é morto a tiros no box de emergência de hospital em Florianópolis

Publicidade

Um homem foi morto na noite desta segunda-feira, 8, na entrada da Emergência do Hospital Celso Ramos, na Capital. Emiliano Miguel Lourenço Neto, 46 anos, foi executado com pelo menos dois tiros 15 minutos após dar entrada para atendimento. O crime aconteceu às 21h10min.

O autor do crime rendeu o vigilante da Emergência e disparou contra a vítima, que, atendida pelo Samu na Costeira do Pirajubaé, recebia os primeiros atendimentos após se envolver em um briga. O delegado Ênio de Oliveira Matos, titular de Delegacia de Homicídios, esteve no hospital e está investigando o caso.

Continua após a publicidade

O Celso Ramos conta com um equipe de 24 vigilantes e é monitorado por 40 câmeras. As imagens foram encaminhadas para a polícia para auxiliar na investigação. O atendimento na emergência foi suspenso por cerca de 30 minutos. O atendimento geral do hospital não foi interrompido.

O atendimento na emergência foi suspenso por cerca de 30 minutos (Foto: Rubens Flores)
O atendimento na emergência foi suspenso por cerca de 30 minutos (Foto: Rubens Flores)

 

Publicidade