Japoneses acompanham início da primeira obra de saneamento com recursos daquele país

Publicidade

Para acompanhar o início da primeira obra do Programa de Saneamento Ambiental assinado em 2010, em Tóquio, uma comitiva da Agência Internacional de Cooperação do Japão (Jica) chegou ao Estado de Santa Catarina. Mauro Inoue, coordenador de Projetos, e Fábio Takahashi, novo gestor do Programa, estarão nesta sexta-feira,12, na cidade de Balneário Barra do Sul, Litoral Norte, onde, às 15h, será assinada pelo governador Raimundo Colombo a ordem de serviço que autoriza a construtora Itajuí Engenharia a colocar as máquinas na rua.

A Jica financia também projetos de saneamento em Florianópolis, Bombinhas e Piçarras. O mais avançado é o de Barra do Sul, com investimento de R$ 38.7 milhões que prevê uma rede de coleta de 32,4 quilômetros de extensão, uma estação de tratamento de esgoto com vazão de 80 litros por segundo, sete estações elevatórias e 2.931 ligações domiciliares.

Continua após a publicidade

A primeira obra com recursos japoneses em Florianópolis deverá ser o sistema de esgotamento sanitário dos Ingleses, cuja Licença Ambiental Prévia (LAP) foi emitida na semana passada pela Fundação de Meio Ambiente (Fatma). Nas próximas semanas, a Casan acredita que poderá lançar o edital de licitação desta obra, que vai beneficiar uma população superior a 60 mil pessoas no Norte da Ilha.

Na tarde desta quinta-feira, dia 11, os dois técnicos japoneses visitaram a estação de tratamento de esgoto insular, na cabeceira da Ponte Pedro Ivo, e estações de tratamento no Sul da Ilha e Lagoa da Conceição. A comitiva também conheceu a área nos Ingleses que deve receber a nova ETE.

Publicidade