Jogadores do Figueira visitam programa Recria, em Biguaçu

Publicidade

As 90 crianças e adolescentes atendidos no Recanto da Criança e do Adolescente Clodoaldo Furtado dos Santos Júnior (Recria) de Biguaçu receberam, nesta quinta-feira (15), a visita especial de jogadores do Figueirense, um dia após o time catarinense derrotar o Flamengo por 3 a 0. “Apesar do jogo de ontem, o cansaço vai embora porque é muito gratificante receber todo o carinho das crianças, isso não tem preço e nos enche de energia”, disse o goleiro Muralha.

O Recria, mantido pela Prefeitura por meio da Secretaria de Assistência Social e Habitação, realiza o atendimento de crianças e adolescentes com idade entre seis e 16 anos em situação de vulnerabilidade social no contraturno do horário escolar.

Continua após a publicidade

Além de Muralha, estiveram no Recria o goleiro Júnior Oliveira, os volantes Jeferson e Fabinho, o atacante Marcelinho e o zagueiro Bruno Alves. Os jogadores tiraram fotos, deram autógrafos e lancharam com as crianças e adolescentes atendidas nos dois períodos de funcionamento do Recria, pela manhã e tarde. O prefeito Ramon Wollinger e os secretários Marconi Kirch (Assistência Social) e Karoline Wollinger também participaram da visita.

“Fizemos o convite aos jogadores e eles prontamente se dispuseram a vir aqui para ter este momento com as crianças e adolescentes”, contou Dirce da Luz, da Secretaria de Assistência Social.

Funcionárias da Assistência Social juntamente com os jogadores do Figueirense - Foto Martha Huff SECOMA coordenadora pedagógica da entidade, Francine Adriano Corrêa, destacou que “todos os alunos estavam entusiasmados com a visita, se empenhando e participando da decoração para a espera dos jogadores, com mensagens e desenhos. Na última semana foram realizadas várias atividades festivas em função do Dia da Criança e a visita dos jogadores veio finalizar proporcionando um momento de muita alegria e de estímulo ao esporte”.

“Independentemente da paixão clubística, seja Figueirense ou Avaí, esta iniciativa dos jogadores em virem ao Recria mesmo após terem jogado na noite anterior é uma demonstração enorme de carinho pelas crianças e adolescentes, estimulando a praticar esporte e a se tornarem bons cidadãos”, finalizou o prefeito Ramon.

“Primeiramente gostaria de agradecer aos funcionários da Secretaria de Assistência Social que conseguiram trazer os jogadores do Figueirense em nosso município. É muito gratificante ver o sorriso e o brilho nos olhos de cada criança e adolescente que viram seus ídolos pessoalmente”, destacou o secretário de Assistência Social e Habitação, Marconi Kirch.

Publicidade