Judiciário de Santa Catarina economiza R$ 1 milhão por ano com telefonia VoIP

Publicidade

O Poder Judiciário de Santa Catarina registra uma economia de R$ 1 milhão por ano em seus gastos com telefonia. A estimativa parte da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) do Tribunal de Justiça e leva em consideração a redução de custos obtida após a implantação do sistema de telefonia VoIP, com utilização do software livre Asterisk.

Atualmente, TJ e mais 107 comarcas distribuídas em todo o Estado já estão integradas ao sistema, cujo principal benefício é a economia gerada em razão do emprego da rede de dados existente para o tráfego de voz, que resulta em custo zero para o Judiciário nas ligações interurbanas entre tais unidades jurisdicionais.

Continua após a publicidade

Nas ligações para telefones móveis, com a utilização de uma placa com tecnologia de incorporação de um chip de telefone celular, as chamadas são efetuadas via interface, também com redução de custos. Para tanto, a DTI praticamente mantém uma estrutura semelhante a uma pequena operadora de telecomunicações, responsável pela administração e tarifação de cerca de 10 mil ramais e manutenção de 108 servidores de software para telefonia.

Com isso, a equipe do TJ garante o domínio da tecnologia e foge da dependência das empresas de telecomunicações. “Hoje, somos independentes no que diz respeito à configuração e manutenção corretiva. Possuímos apenas um contrato de consultoria com empresa especializada no software livreAsterisk, que é o sistema de telefonia instalado no TJ”, garante Manoel Luiz Gonçalves, chefe da Seção de Telecomunicações da DTI.

A implantação do novo sistema, iniciada em 2006, possibilitou também inovações, como a criação do Intimafone, serviço que possibilita a gravação da intimação via telefone, com possibilidade de reprodução futura, emissão de relatórios e backup das informações, disponível nas comarcas que operam com central VOIP. Se o Tribunal registrava gasto anual com telefonia em torno de R$ 2 milhões até o surgimento da nova tecnologia, depois dela esse valor passou a ser de R$ 750 mil.

Além da inegável economia, os usuários do sistema VoIP dispõem de diversas funcionalidades, tais como identificação de chamadas diretamente nodisplay ou através de comando no próprio aparelho; discagem rápida/abreviada entre comarcas; unidade de resposta audível (URA); utilização de caixa postal; gravação das ligações; fax-mail, com recebimento em caixa postal; configuração de call center; e geração de relatório de ligações, entre outras.

A informação é do jornalista Ângelo Medeiros, do TJSC.

Publicidade