Lula é levado pela Polícia Federal para depor na Operação Lava Jato

Publicidade

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) foi levado de seu apartamento, em São Bernardo do Campo (SP), pela Polícia Federal (PF), nesta sexta-feira manhã, para depor na 24ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Aletheia – deflagrada hoje. Ele saiu do condomínio com os policiais em um carro descaracterizado, antes das 7h.

Os mandados judiciais de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para a delegacia a fim de prestar depoimento e depois é liberada) foram expedidos pelo juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba. O objetivo, segundo o Ministério Público federal (MPF), é dar continuidade às investigações de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros, praticados por diversas pessoas no contexto do esquema criminoso revelado e relacionado à Petrobras.

Continua após a publicidade

Em nota, a PF informa que cerca de 200 policiais federais e 30 auditores da Receita Federal cumprem 44 ordens judiciais, sendo 33 mandados de busca e apreensão e 11 mandados de condução coercitiva. As medidas estão sendo cumpridas nos estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e da Bahia. A operação também inclui buscas em Guarujá, Diadema, Santo André, Manduri e Atibaia.

Segundo a PF, a casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, em São Paulo, e o Instituto Lula são alvos da operação.

A operação recebeu o nome de Aletheia em referência a uma expressão grega que significa busca da verdade.

Publicidade