Mais de 600 famílias de Biguaçu serão beneficiadas com projeto de economia de energia

Publicidade

Na tarde desta segunda-feira (6), o prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, participou do lançamento de duas ações que integram o SC + Energia. O Governo do Estado de Santa Catarina e a Celesc lançaram a segunda etapa do Projeto Energia do Bem e o edital de contratação das obras de ampliação da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Celso Ramos. As duas ações fazem parte do Programa SC Acelerando a Economia e somam investimentos de R$ 95 milhões.

A cidade de Biguaçu foi beneficiada na segunda etapa do Projeto Energia do Bem. A parceria prevê que 616 residências serão beneficiadas pela Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), contempladas com o projeto, sendo investidos aproximadamente R$ 750 mil no município.

Continua após a publicidade

Dentro do projeto que prevê economia de energia, as famílias terão as lâmpadas incandescentes substituídas por fluorescentes compactas, a instalação de unidades de aquecimento de água de chuveiro por energia solar e a substituição de refrigeradores. As ações serão em 42 mil unidades consumidoras pelo Estado, que estão cadastradas com Tarifa Social, distribuídas em 43 municípios da sua área de concessão.

Governador Colombo, Prefeito Ramon e Diretor da Celesc Cleverson - Foto Pedro Costa SECOMDe acordo com o Governador do Estado, Raimundo Colombo, “nós temos que fazer esse trabalho de melhorar, conscientizar e a modernizar todos os nossos sistemas. É difícil para essas famílias carentes que tem esse atendimento social ter essa noção e condição de comprar estes novos equipamentos, por isso este programa é muito justo. Tudo que pudermos fazer para minimizar o gasto de energia elétrica vai ajudar diretamente as famílias, neste caso as mais carentes. Substituindo geladeiras, lâmpada por mais econômicas, estamos impactando diretamente na renda familiar”.

O presidente da Celesc, Cleverson Siewert, afirma que “este projeto consiste na instalação de aquecedores solares, trocadores de calor, trocas de geladeiras e na substituição de lâmpadas. A medição, a verificação e as visitas na casa das pessoas já estão em andamento, cerca de 130 mil catarinenses que estarão recebendo o projeto de mais alta lógica. Não adianta fazermos só distribuição de energias, precisamos inovar, gerar novas ideias, criar novas lógicas e buscar novos negócios”.

O prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, declarou que “mais uma vez Biguaçu está sendo valorizada nas ações do Governo do Estado. Ao beneficiar 616 famílias de nosso município com este importante programa social, vemos garantidas qualidade de vida e bem estar para nossa gente, em particular aquelas mais carentes de recursos. ”

Publicidade