Maré alta provoca mais alagamentos em cidades de SC nesta sexta-feira

Publicidade

G1 – Depois da ressaca que atingiu Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, cerca de 100 trabalhadores fizeram a limpeza da Avenida Atlântica, na manhã desta sexta-feira (16). Na tarde de quinta (15), municípios do Litoral de Santa Catarina registraram inundações em vários pontos devido à maré alta. Na madrugada desta sexta ocorreram mais alagamentos.

Cinco caminhões e quatro retroescavadeiras auxiliam na remoção da areia que invadiu uma das principais avenidas de Balneário Camboriú. A expectativa dos trabalhadores é de que em até dois dias o material seja totalmente retirado da rua.

Continua após a publicidade

“Com a combinação da maré meteorológica com a maré astronômica, em torno das 14h, teremos maré alta. Será de menor impacto que a de quinta (15) pelo afastamento para o alto mar do ciclone. No entanto, ainda há chance de pontos de alagamentos em cidades litorâneas, mas em menor quantidade de áreas que quinta”, afirma o meteorologista Leandro Puchalski.

Conforme a prefeitura de Balneário Camboriú, devido à previsão de outros picos de maré no fim de semana, os trabalhadores desobstruem também a tubulação de drenagem instalada debaixo da ciclovia próxima à avenida. Por isso, uma equipe deve monitorar a situação para atuar de imediato assim que haja ressaca.

Ruas de Joinville foram alagadas pela alta da maré (Foto: Cristiano Zeno Holdefer/RBS TV)
Segundo a Defesa Civil, a ressaca se repetiu durante a madrugada em locais das cidades de Palhoça, Biguaçu e Florianópolis, sendo que o pico da maré foi registrado às 2h.

Em Joinville, no Norte catarinense, a maré alta fez o nível do rio Cachoeirinha se elevar e causar alagamentos em várias ruas das zonas leste e sul. Uma casa também foi inundada, conforme a Defesa Civil, mas os moradores não precisaram deixar o local.

Publicidade