Motoristas de ônibus podem entrar em greve a partir de quarta-feira

Publicidade

Os rodoviários da Grande Florianópolis entraram em estado de greve devido ao não cumprimento dos acordo que foram firmados com o Sindicato de Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf). Uma nova assembleia está marcada para a próxima quarta-feira (24), para definir se a categoria realiza uma paralisação ou não na região.

Foto: João Antônio Muller

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Urbano, Rodoviário, Turismo, Fretamento e Escolar de Passageiros da região (Sintraturb), o estado de greve é para cobrar os empresários do transporte, para que possam solucionar as pendências financeiras que seguem acumuladas desde 2020. Os rodoviários reivindicam o pagamento de férias coletivas, o pagamento integral de R$ 825 do ticket alimentação, que foi reduzido em 2020, a partir de janeiro de 2021, além do pagamento de férias coletivas dos trabalhadores.

Continua após a publicidade

Leia também:

Obra da 3ª faixa entre Palhoça e o Serraria começa na próxima semana

Duplicação da SC-407 entre Biguaçu e Antônio Carlos é solicitada ao governo

Nota oficial SETUF

A diretoria do Sindicato de Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros da Grande Florianópolis – SETUF informa que foi surpreendida com a assembleia dos trabalhadores em transporte. Até o presente momento, não recebeu oficialmente as novas reivindicações abordadas em assembleia geral dos trabalhadores realizada nesta terça-feira, dia 16. Em que pese a necessidade de renegociação de pendências existentes, é importante destacar que ainda estamos operando com restrições de lotação nos veículos, fato que compromete significativamente a receita do sistema de transporte. O SETUF reconhece a importância do diálogo e segue aberto para negociações, a fim de assegurar a continuidade do serviço aos usuários.

Notícias no WhatsApp Clique: https://chat.whatsapp.com/LcIjuTus86K53EQX4uT80w

Publicidade