Palhoça adere ao programa Cidade Empreendedora do Sebrae

Publicidade

A Prefeitura de Palhoça aderiu ao programa Cidade Empreendedora, articulado em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O pontapé inicial aconteceu no dia 8 de abril, com o “kickoff meeting”, uma reunião de alinhamento realizada no gabinete do prefeito Eduardo Freccia, com a participação dos secretários municipais. Na reunião, os consultores do Sebrae explicaram o trabalho que será realizado e contextualizaram as soluções que podem ser contratadas pelo município dentro do programa.

“O Cidade Empreendedora é uma atividade dentro de um programa maior que nós lançamos, o Palhoça Mais Oportunidade, que reúne múltiplos setores e secretarias. É a Prefeitura, como um todo, se desenvolvendo. Sempre dizemos que, se não desenvolvermos as pessoas, não desenvolveremos a gestão pública em si. Vejo que o maior ganho do Cidade Empreendedora é o desenvolvimento das pessoas, é a formação dos atores que vão proporcionar o desenvolvimento da cidade, é estruturar a Prefeitura para que esse crescimento aconteça”, refletiu o prefeito Eduardo Freccia.

Continua após a publicidade

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Anna Paula Heiderscheidt, agradeceu pela iniciativa do prefeito em dar prioridade à realização do programa em sua gestão. “Foi muito importante a escolha de fechar este convênio, porque grandes ações vão somar, até pela fase que a gente está vivendo agora, com a projeção da retomada da economia pós-pandemia e tudo o que a gente vai desenvolver, desburocratizar e digitalizar para melhorar o ambiente de negócios para a classe empresarial e para os empreendedores do município”, refletiu a secretária.

Anna Paula Heiderscheidt lembrou que Palhoça já tem um histórico de parceria com o Sebrae, com resultados positivos para o município, e listou ações conjuntas realizadas em anos anteriores, como a instalação da Sala do Empreendedor, a lei da desburocratização e eventos como o Jovem Empreendedor na Escola. “Este já o terceiro convênio consecutivo que nós celebramos com o Sebrae. Desta vez, vamos desenvolver em Palhoça este projeto magnífico que é o Cidade Empreendedora”, comemorou a secretária. “São ações que nós realizamos sempre com o objetivo de desenvolver o empreendedorismo junto aos munícipes. Queremos que nossa cidade seja vista não só como uma cidade dinâmica, que gera empregos, mas como uma cidade do futuro, uma cidade realmente empreendedora”, destacou Anna Paula.

A presença do secretariado na reunião foi fundamental, uma vez que o programa vai abranger todas as secretarias municipais, e ações específicas precisam ser planejadas e executadas pelas pastas correspondentes. O gerente regional do Sebrae para a Grande Florianópolis, Wanderley Andrade, destacou a importância do engajamento dos secretários para transformar o conhecimento e a metodologia ofertados pelo programa em ações práticas com resultados reais para o município. “O secretariado participa totalmente do processo”, definiu Wanderley Andrade.

O gerente regional disse que o trabalho a ser feito é árduo, mas os resultados são recompensadores. Especialmente para uma cidade como Palhoça, com vocação para o empreendedorismo. “Aqui existe muito empreendedor, a Sala do Empreendedor sempre teve muito movimento aqui, e a ideia é que o empreendedor fique em Palhoça, que ele não saia daqui”, expressou.

Além do gerente regional, participaram da reunião de alinhamento a gestora do projeto, Luana Carvalho Baixo, e o articulador Carlos Karam, que fez uma apresentação das linhas gerais do Cidade Empreendedora para o prefeito e os secretários presentes. “Com o Cidade Empreendedora, tentamos trazer mais oportunidades de renda para a população, e a gente sabe que nós estamos em um momento muito difícil e precisamos ter soluções para buscar uma virada”, explanou Karam.

Além dos representantes presentes na reunião, o Sebrae coloca à disposição do município todo o time de consultores especialistas em Santa Catarina, cada um com expertise em uma área específica. Os consultores vão fazer a orientação, o acompanhamento e a capacitação em todas as soluções oferecidas nas mais diversas áreas da gestão pública empreendedora.

Como funciona o programa

Desenvolvido em mais de 70 municípios em Santa Catarina, o Cidade Empreendedora já se transformou em referência nacional. O projeto é inspirado em cidades humanas, inteligentes e sustentáveis. O programa ajuda o gestor público a gerar um ambiente de negócios voltado para o desenvolvimento econômico, dinamizando a economia e gerando emprego e renda para a população. Nos dois anos de duração do projeto, o Sebrae vai auxiliar o município a implantar políticas de desenvolvimento alicerçadas no empreendedorismo e viabilizadas por soluções estruturais.

Carlos Karam explicou que o programa tem uma “base estruturante” que é comum a todos os municípios, sedimentada em cinco eixos: Liderança (uma espécie de treinamento, destinado ao prefeito, aos secretários e aos agentes de desenvolvimento, que serão mapeados e estimulados e receberão auxílio para se desenvolverem), Sala do Empreendedor (o programa vai dinamizar, aperfeiçoar e aumentar a capacidade de atendimento), Compras Públicas (tem a missão de aumentar o acesso de pequenas empresas às compras públicas, democratizar esse acesso e torná-lo mais célere), Desburocratização (a Lei da Liberdade Econômica já permite que os municípios avancem em vários aspectos na legislação, e o programa vai ajudar o Executivo a se adequar às novas leis) e Educação Empreendedora (soluções que ajudem as pessoas a se prepararem melhor para empreenderem).

Além disso, cada município recebe um número de “moedas”, chamadas de city coins, que podem ser usadas para adquirir um conjunto de mais de 70 soluções específicas alinhadas às suas prioridades e ao seu perfil. Estas soluções específicas são chamadas de “verticais estratégicas” e estão divididas em 11 temas: Cidade Líder, Cidade Comunicativa, Cidade de Negócios, Cidade 4.0, Cidade Educadora, Cidade Turística, Cidade Agro, Cidade Criativa, Cidade Mulher, Cidade Sustentável e Cidade Confiável.

O prefeito Eduardo Freccia vai se inteirar de todas as soluções para escolher as que melhor se encaixam na vocação do município, mas já adiantou na reunião de alinhamento: turismo, inovação, desburocratização e educação empreendedora terão prioridade. “São pontos fundamentais para que o projeto do município avance”, destacou o prefeito. “Vamos focar nas áreas que nós queremos como vocação para Palhoça”, emendou.

Freccia, que é professor universitário, dará uma atenção especial ao tema educação empreendedora. “Um foco bastante importante nosso é o empreendedorismo na escola. Queremos avançar no ensino do empreendedorismo, que ele esteja incorporado na grade curricular do Ensino Fundamental II, de uma forma estruturada, com uma continuidade no desenvolvimento dos estudantes”, argumentou. “Somos ensinados a sermos colaboradores, a prestarmos serviço a alguém. Nós saímos da escola sem saber o que é um investimento, sem saber o que é uma bolsa de valores, sem saber o que é abrir uma empresa. E nós precisamos mudar isso. Se quisermos ser uma cidade referência em empreendedorismo e em inovação, temos que ensinar aos nossos estudantes o que é inovação, o que é tecnologia, o que é empreendedorismo; ensinar que existe todo um universo lá fora, além da simples noção de ‘arranjar um emprego’. Precisamos que nossos jovens saiam da escola com uma mentalidade diferente. Quero mudar este jogo, e para isso, a educação tem papel fundamental”, projetou o prefeito.

Publicidade