Participação de jovens no mercado de trabalho catarinense é tema de estudo

Publicidade

O panorama da juventude no mercado de trabalho em Santa Catarina é o tema do documento produzido pelo setor de Informação do Mercado de Trabalho da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST).  O estudo foi realizado com base nas informações da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (Pnad/Ibge), da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregado (Caged/MTE) e considera os jovens de 15 a 24 anos de idade.

O estudo analisa o mercado de trabalho da juventude. Em 2014, 59.794 postos formais de empregos foram ocupados por jovens até os 24 anos. Esse saldo é maior que o número total de empregos gerados no Estado, que foi de 47.821, porque as demissões nas demais faixas etárias foram maiores. Os setores que mais empregaram os jovens em 2014 foram o de serviços (37%), indústria de transformação (27,4%) e o comércio (26%).

Continua após a publicidade

“Os jovens estão ocupando cada vez mais espaços no mercado de trabalho e isso exige atenção especial no estabelecimento de políticas públicas direcionadas a essa população. Um dos principais desafios, não só do poder público, mas principalmente do setor privado, encontra-se na atração, motivação, desenvolvimento, engajamento e retenção dos talentos e não apenas na questão da empregabilidade”, destaca a secretária de Estado de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Angela Albino.

O panorama da juventude no mercado de trabalho em Santa Catarina também mostra que a remuneração dos jovens até 17 anos foi de R$ 804,44. Já aqueles com 18 a 24 anos foram contratados por um salário de R$ 1.095,01. Em média, os jovens até os 24 anos de idade foram contratados no mercado de trabalho formal por um salário de R$ 1.051,94. O que equivale a 85% da média salarial de contratação geral em Santa Catarina.

População

Segundo dados da Pnad de 2013, os jovens catarinenses de 15 a 24 anos representam 16% da população. Ao todo, são pouco mais de 1 milhão de pessoas. Destes, 51% têm idade entre 15 a 19 anos, e os outros 49% entre 20 a 24 anos de idade.

Os jovens são ainda 20% do total da população economicamente ativa no estado. No geral, a taxa de participação no mercado de trabalho para quem tem entre 15 a 24 anos é de 69% ou 741 mil jovens economicamente ativos.

Publicidade