PF desarticula quadrilha que fraudava auxílio reclusão em SC, RJ e SE

Publicidade

A Polícia Federal, com o apoio da Assessoria de Pesquisa Estratégica de Gerenciamento de Riscos da Previdência Social e do Grupamento Tático Aéreo da Polícia Militar de Sergipe, deflagrou, nesta quarta-feira (7), a Operação Natividade, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que fraudava o auxílio reclusão naquele Estado, em Santa Catarina e no Rio de Janeiro. Conforme a PF, o bando praticava fraudes em detrimento do INSS desde o ano 2013.

Estão sendo cumpridos, no três estados, 11 mandados de prisão preventiva, um mandado de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para depor e depois e liberada) e 17 de busca e apreensão.

Continua após a publicidade

As investigações apontaram que a organização fraudou mais de 90 benefícios de auxílio reclusão, mediante a utilização de documentos falsos, causando um prejuízo estimado em mais de R$ 5 milhões. Além disso, evitaram pagamentos da ordem de R$ 2 milhões, referentes a cerca de 30 benefícios que já haviam sido concedidos. Os investigados serão indiciados pela prática dos crimes de estelionato e organização criminosa.

O nome da operação – Natividade – faz alusão aos nascimentos que eram forjados pela quadrilha para requerimento dos benefícios, informa a assessoria da Polícia Federal.

Publicidade