Polícia Civil faz mais de 700 operações aéreas este ano em Santa Catarina

Publicidade

*Isabel Muniz Corradini

Os Serviços Aeropoliciais da Polícia Civil, com uma base em São José (Saer) e outra em Chapecó (SaerFron – Serviço Aeropolicial de Fronteira), tiveram intensas atividades em 2015, com 704 missões executadas, seja no apoio a operações policiais, missões de apoio à Defesa Civil, transporte de órgãos e equipes médicas, busca de foragidos, busca e salvamento, monitoramento, translado de dignatários e levantamento aéreo, atendendo 103 municípios catarinenses (51 Saer e 52 SaerFron).

Continua após a publicidade

Apesar do foco do serviço dos helicópteros ser o apoio em operações policiais, um dos destaques deste ano foi a atuação essencial do Saer no salvamento de várias pessoas em situação de risco de morte, vítimas que foram atingidas pelas enchentes do segundo semestre, principalmente, no Oeste catarinense.
Vale lembrar a atuação da tripulação do serviço aeropolicial no município de Saudades, em que cinco pessoas da mesma família, que tiveram a casa destruída, estavam isoladas numa área de risco. Outras nove pessoas em tratamento de hemodiálise também foram resgatadas em uma área isolada nos municípios de Salete e Ituporanga e transportadas para hospital em Rio do Sul. Além disto, foram várias missões de transporte de medicamentos, alimentos e até geradores para locais vulneráveis atingidos por intempéries da natureza.

As missões de apoio policial

As atividades de suporte em operações de fuga, cumprimentos de mandados busca e apreensão e de prisão resultaram num saldo mais eficiente, com 295 missões específicas (163 do SaerFron e 132 do Saer). Entre diversos auxílios, pode-se citar a localização mais exata de criminosos em fuga, a localização de veículos roubados que estavam escondidos em locais ermos, o que ocorreu tanto na Grande Florianópolis, quanto no Oeste do Estado.

“A utilização da aeronave facilitou de forma considerável a localização dos veículos, que estavam em local de difícil acesso por terra, sendo importante ferramenta que está à disposição de toda a Polícia Civil para levantamentos e averiguações que se façam necessárias”, destacou o coordenador adjunto do Saer, o delegado Gilberto Mondini.

No Oeste do Estado, a equipe do SaerFron tem prestado apoio em razão de fugas de veículos em rodovias e assaltos ocorridos na região. “Uma ocorrência de destaque foi o acionamento do SaerFron para localização de suspeitos que haviam baleado um policial após o roubo de um veículo na cidade de Chapecó. Os envolvidos foram localizados, e o veículo, recuperado”, destacou o coordenador adjunto do SaerFron, delegado Albert Dieison Silveira.

Ações paralelas

O transporte de órgãos e equipes médicas foi outra parceria que salvou diversas vidas. Somente no ano de 2015, o Saer e SaerFron realizaram 25 missões de cooperação a SC Transplantes pelo território catarinense. As ações nesta área foram reconhecidas inclusive pela Alesc, em novembro deste ano, agraciando o Saer e SaerFron, entre outras entidades, pela parceria e atuação em atividades pertinentes ao convênio com a SC Transplantes.

Também foram prestados apoios a outras entidades públicas – 16 órgãos diferentes, no total – como o salvamento de um homem de 40 anos que estava se afogando e foi visualizado durante um voo na Baía Norte, em Florianópolis, o que permitiu o acionamento do Grupo de Busca e Salvamento (GBS) do Corpo de Bombeiros Militares, possibilitando o resgate da vítima com êxito. Outra parceria com os Bombeiros Militares foi em ações de busca e salvamento, como a localização de três pessoas perdidas na trilha da Lagoinha do Leste, na Capital catarinense.

*Isabel Muniz Corradini é assessora de comunicação

Publicidade