Polícia Federal prende traficante que enviava ecstasy para diversos locais do Brasil

Publicidade

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (17) a Operação Hipster*, para prender responsáveis pela produção e distribuição de ecstasy para vários estados do Brasil, a partir de Curitiba. Cerca de 25 policiais federais cumprem cinco mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão temporária. Entre  os alvos há um estudante universitário.

A investigação teve início a partir de informações recebidas relativas à compra de uma prensa para a produção de drogas e diversas remessas postais contendo comprimidos de Ecstasy numa agência dos Correios em Curitiba. O DEA (órgão que combate as drogas nos Estados Unidos) deu apoio com informações.

Continua após a publicidade

Durante a investigação, num período de dois meses, foram identificados o envio de pelo menos 80 envelopes e grande movimentação de recursos financeiros na conta corrente do suspeito que ultrapassou os R$ 500 mil num período de 10 meses.

Os presos foram conduzidos até a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça. Se condenados, poderão ter penas superiores a 20 anos de prisão.

Publicidade