Biguaçu aguarda repasse do Estado para abrir maternidade

Publicidade
Quartos da Maternidade de Biguaçu já estão montados (Foto: Martha Huff – DICOM)

A Prefeitura aguarda o Governo do Estado fazer o repasse de R$ 350 mil, nesta terça-feira (31), para abrir a maternidade do Hospital Regional de Biguaçu. O prefeito Ramon Wollinger (PSD) disse, na manhã desta segunda-feira (30), ao Biguá News, que está tudo praticamente pronto para que a unidade comece a funcionar, faltado apenas o governo estadual cumprir o acordo feito há algumas semanas com o município. Os recursos custearão principalmente a equipe médica que trabalhará no local.

A maternidade funcionará com capacidade inicial de até 160 partos ao mês, contando com 21 leitos. Os atendimentos serão de portas abertas, por livre demanda da população dos 22 municípios que compõem a região da Grande Florianópolis.

Continua após a publicidade

Segundo a secretária municipal de Saúde, Genivalda Ronconi, em Biguaçu serão realizados partos normais e cesáreas de baixo risco, desafogando os atendimentos na Maternidade Carmela Dutra, Hospital Regional de São José e Hospital Universitário (HU).

Estrutura

A nova estrutura contará com um Centro de Parto Normal (CPN), com três salas de parto humanizado chamadas de PPP (pré-parto, parto e pós-parto) e um Centro Obstétrico (CO), com duas salas cirúrgicas, para a realização de cesáreas quando houver indicação médica.

Na maternidade também haverá uma área específica para o acompanhamento familiar, assegurando às parturientes um parto humanizado e condições para que as famílias possam acompanhar a gestante.

Haverá também na unidade um lactário que receberá doações de leite materno, que serão posteriormente enviadas para os processos de pasteurização no HU e retorno de quantidade necessária para utilização na unidade.

Já a implementação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal deverá ocorrer no prazo de até um ano, estando a maternidade apta para atendimento de partos de alto risco.

A administração da maternidade caberá à entidade filantrópica Beneficência Camiliana do Sul, a São Camilo, que já é responsável pela prestação dos demais serviços do Hospital Regional de Biguaçu, inaugurado em agosto de 2015 e construído pela Prefeitura com apoio do Governo do Estado e do Governo Federal.

Leia também:

Prefeito propõe parceria com Estado para abrir maternidade

Publicidade