Prefeitura de Florianópolis divulga projeto da Marina Parque Beira-Mar

Publicidade

Foi apresentado nesta sexta-feira, 22 de outubro, o projeto arquitetônico do Parque Urbano e Marina Beira-Mar, um dos maiores e mais aguardados empreendimentos que será construído nos próximos anos na Capital. A apresentação do projeto encerra a fase 3, em que foram realizados também os estudos geotécnicos e de batimetria da área de concessão e adjacências, confecção do projeto e outras etapas. Além da Marina e Parque especificamente, o local vai contar também com com espaços de convivência, cerca de 10 restaurantes, mais de 10 quiosques, mercado gourmet e outros serviços. A previsão de início das obras é janeiro de 2023 e conclusão em julho de 2025.  

Além de resgatar a relação da cidade com o mar, o Parque Marina Beira-Mar vai fortalecer as atividades econômicas existentes no entorno do empreendimento com a possibilidade de gerar mais de 2100 empregos diretos e indiretos.  O Parque Urbano será um local democrático, com espaços públicos para lazer e prática de esportes, de acesso gratuito a todos, além de espaço náutico público previsto e espaços mistos com restaurantes, local para eventos, lojas, quiosques e beach clubs. 

Continua após a publicidade

“Essa obra tem também um retorno à população em forma de espaço público. Será mais um local de encontro e que proporcionará ainda mais bem-estar e qualidade de vida à população”, reitera o prefeito da Capital Gean Loureiro.

Serão mais de 107 mil m² de espaço de convivência, sendo 48 mil m² de área verde. O local será ideal também para prática de esportes, sejam esportes náuticos ou no parque urbano, com pista de skate,  quadras de areia e convencionais. 

Nesta próxima etapa, a Prefeitura de Florianópolis fará o pedido de licenciamento ao Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA). Durante 2022 serão realizadas as fases de solicitação de todos os licenciamentos ambientais.   

A iniciativa é uma parceria público-privada que não envolve financiamento por parte da Prefeitura de Florianópolis. O município cedeu o local e terá o retorno de um espaço que fomentará turismo e empregos, inteiramente custeado por iniciativa privada. 

Publicidade