Presidente dos EUA toma medidas para promover vacinação após queda de imunizados

Publicidade

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou na terça-feira (6), que o governo americano está trabalhando em medidas para promover a vacinação contra o coronavírus e melhorar o acesso, enquanto o número de imunizados desacelera no país por conta da resistência de alguns grupos.

Durante coletiva, a porta-voz destacou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, exorta o público a tomar o profilático, sobretudo diante do avanço da variante Delta do vírus, que é mais transmissível. Psaki, porém, esclareceu que essa é uma decisão individual e que ninguém é obrigado a ser imunizado. Ela revelou ainda que cerca de 2 milhões de pessoas estão tomando a primeira dose, em média, por semana.

Continua após a publicidade

Questionada sobre o estudo que mostrou menor eficácia da vacina da Pfizer contra a mutação delta em Israel, Psaki comentou que os dados são preliminares e que todos os estudos sugerem que o imunizante segue “muito eficaz” contra todas as variantes. Sobre a possibilidade de reimposição de lockdown, a secretária de imprensa destacou que cabe aos Estados decidirem como melhor proteger sua população.

Publicidade