PRF diz que trecho da BR-101 em Biguaçu é um dos mais perigosos do país

Publicidade
Trecho da BR-101, em Biguaçu (arquivo Biguá News - Foto de Samira Z. Alves)
Trecho da BR-101, em Biguaçu (arquivo Biguá News – Foto de Samira Z. Alves)

O trecho de dez quilômetros – entre o km 190 e o 200  – da BR-101, que ‘corta’ Biguaçu, é o quarto mais perigoso de Santa Catarina e 25º do país, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No período de 12 meses, entre outubro de 2014 e setembro de 2015, foram registrados 41 acidentes graves, que resultaram em quatro mortes e 47 pessoas feridas com gravidade.

Conforme a PRF, o levantamento é realizado com base em acidentes, número de mortos e feridos graves. Santa Catarina tem 15 pontos críticos em rodovias federais entre os 100 primeiros do Brasil. O segundo trecho mais perigoso do país fica em São José, na Grande Florianópolis, na BR-101, entre o km 200 e o 210. Em seguida, aparece o pedaço de rodovia entre os km 210 e 220, em Palhoça.

Continua após a publicidade

Os números mostram, assim, que transitar pela 101 entre Biguaçu, São José e Palhoça é conviver com o constante perigo. Na soma desses 30 quilômetros, no prazo de um ano, foram 228 acidentes graves, com 22 mortos e 235 feridos com gravidade.

Segundo a PRF, entre as causas da violência no trânsito nesse trecho entre os três municípios estão a alta velocidade, imprudência, dirigir sob o efeito de álcool e não respeitar a distância mínima entre veículos.

Dos 15 trechos catarinenses, sete são na BR-101, cinco na BR-470, dois na BR-280 e um na BR-282, conforme o levantamento feito pela PRF:

trechos_perigosos_SC
Imagem: reprodução de documento da PRF
Publicidade