Quatro secretários de Ramon voltam ao Legislativo para eleição na Câmara

Publicidade
Ângelo, Pissudo, Marconi e Ledio retornam para votar em Vilson
Ângelo, Pissudo, Marconi e Ledio retornam para votar em Vilson

Quatro secretários da Prefeitura de Biguaçu foram exonerados dos cargos, nesta quinta-feira (11), e voltarão à Câmara Municipal para participarem da votação na eleição da nova mesa diretora daquele Poder Legislativo, marcada para a próxima terça-feira (15). A manobra é uma estratégia do grupo do prefeito Ramon Wollinger (PSD) para não deixar brechas para questionamentos futuros. O grupo vai apoiar a chapa do vereador Vilson Norberto Alves (PP).

Deixaram os cargos no Poder Executivo os vereadores Ângelo Ramos Vieira (PSD), que comanda a Secretaria de Saúde do município; Marconi Kirch (DEM), da Assistência Social e Habitação; Fernando Duarte (PP), Obras e Infraestrutura; e Lédio Gerhardt (PP), da pasta de Orçamento Participativo.

Continua após a publicidade

Marconi Kirch disse, ao Biguá News, ser uma estratégia visando evitar que uma hipotética vitória de Vilson seja questionada na justiça pelo grupo de oposição, caso ele fosse eleito com os votos dos suplentes que atualmente estavam vereadores. “Como suplente não pode ocupar cargo na mesa diretora, há uma dúvida se ele pode votar na eleição para escolha de novo presidente. Então, para eliminar risco de uma demanda judicial, houve o entendimento do grupo para que nós voltássemos à Câmara para votar”, comentou.

Vilson concorrerá ao cargo contra o vereador Nei Cláudio da Cunha (PPS), que costura chapa pelo grupo de oposição ao prefeito Ramon. Nos bastidores a disputa está ‘quente’. Vilson garante que tem nove votos. Já Nei aduz que possui sete e trabalha o oitavo voto para garantir a vitória no pleito. A chapas ainda não foram registradas e isso deve ocorrer até momentos antes da votação, marcada para as 18h, do dia 15.

Publicidade