Rebelião em presidio deixa 25 mortos neste domingo

Publicidade

Vinte e cinco presos morreram, neste domingo (16), durante uma rebelião na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Boa Vista, Roraima. Cerca de 100 familiares de detentos foram feitos reféns, mas liberadas após intervenção do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícias Militar, no fim da noite.

O confronto entre facções começou durante o horário de visitas, quando homens de uma das alas quebraram os cadeados e invadiram outra ala do presídio. De acordo com a Polícia Militar, entre os mortos, sete foram decapitados e seis foram queimados.

Continua após a publicidade

Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), os presos chegaram a exigir a presença da juíza da Vara de Execuções Penais no complexo. De acordo o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Uziel Castro, a maioria dos reféns era formada por mulheres.

Segundo um policial militar da unidade, presos que ficam no ‘cadeião’ invadiram a ala 12, local onde estavam alguns detentos membros de facções, para matar os rivais. A energia e a água do presídio foram cortadas para pressionar os detentos a liberarem os reféns.

Confusão ocorreu neste domingo (16) durante o horário de visitas dos familiares dos presos (Foto: Valéria Oliveira/G1)
Confusão ocorreu durante o horário de visitas dos familiares dos presos (Foto: Valéria Oliveira/G1)

 

Publicidade