Região continental de Florianópolis se mobiliza para combater a dengue

Publicidade

Assessoria

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria do Continente, fará uma ampla campanha de conscientização para o combate ao mosquito da dengue na região – a mais afetada por focos do Aedes aegypti na Capital. Este trabalho será realizado em escolas públicas, particulares e creches na região, com apresentação de peça teatral para alertar sobre os perigos da doença.

Continua após a publicidade

Haverá, também, uma parceria com diversos órgãos públicos que funcionam no Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC), como, IGP, Casan, Pró-Cidadão e o posto de atendimento biométrico que está instalado na biblioteca Prof. Barreiros Filho. Estes órgãos farão a distribuição de material informativo à população, alertando sobre a responsabilidade de todos na prevenção e combate à doença.

As ações foram definidas em reunião realizada para informar e conscientizar sobre a importância de todos na contra o mosquito Aedes aegypti. O encontro ocorreu na noite de segunda-feira, na biblioteca municipal Professor Barreiros Filho, e contou com a presença de lideranças comunitárias, diretores de instituições de ensino pública e particulares.

De acordo com a coordenadora de Vigilância e Saúde Ambiental, Priscila Valler Dos Santos, a região continental é a que apresenta maior número de focos do mosquito. Segundo ela, há um total de 228 focos em toda a cidade de Florianópolis, destes 176 se encontram no Continente, espalhados nos bairros de Capoeiras, Coloninha e Monte Cristo.

“A nossa preocupação é que estes focos não estão em terrenos baldios, mas se encontram em residências e nos comércios da região, fazendo com que a probabilidade de alguém ser picado pelo mosquito aumente consideravelmente”, disse.

Publicidade