Ritmo de obras prossegue acelerado no anel viário de Florianópolis

Publicidade
foto: Petra Mafalda / PMF
As obras de ampliação da marginal da avenida Beira-mar Norte – que fazem parte do projeto de implantação do anel viário, com o primeiro corredor exclusivo para ônibus de Florianópolis – estão em ritmo acelerado. A etapa atual acontece na residência oficial do governador, na Agronômica, e executa o desmonte de rocha​s​ e retirada do muro de pedras que delimita o terreno onde está a casa.

Escavadeiras estão realizando a etapa de quebra e carregamento das pedras, além de auxiliarem nos demais serviços. Mesmo com chuva, as obras estão sendo realizadas normalmente e continuam dentro do prazo, finalizando até o final de agosto.

Para o desmonte da rocha e a retirada do muro, uma cerca de segurança permanente foi instalada, impedindo qualquer dificuldade ou perigo para quem passa pela área. Um novo muro será construído após a implantação da nova marginal.

Continua após a publicidade

No segmento imediatamente anterior ao trecho onde se encontra a Casa da Agronômica, já foram executadas as escavações, a retirada das árvores e a terraplenagem do espaço. A próxima etapa será a execução das drenagens e as pavimentações. Este primeiro trecho vai do Direto do Campo até a sede da Polícia Federal. Um segundo trecho de alargamento da via marginal da Beira-mar compreende a área entre o Terminal de Integração da Trindade e a Secretaria Municipal de Saúde, em frente ao Shopping Iguatemi.

Anel viário

Com a implantação das faixas exclusivas – e, em alguns trechos, preferenciais – para o transporte coletivo, o anel viário terá 17 km de extensão e fará todo o contorno na região central, passando pelo Ticen, Beira-mar Norte, Trindade, Pantanal, Saco dos Limões e Prainha. Entre outros benefícios previstos no projeto, estão a melhoria nas calçadas ao longo da via, o sistema de controle integrado de semáforos (ITS), a sinalização horizontal e vertical, a faixa para pedestres e os abrigos de passageiros.

O prazo para conclusão total do anel viário é de três anos. As obras, que contam com recursos municipais, estaduais e federais, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), estão orçadas em torno de R$ 150 milhões.

Publicidade