São José: Acusados de matar agente penitenciária a tiros são condenados

Publicidade

O Tribunal do Júri da comarca de São José, em sessão que perdurou por dois dias, sob a presidência da juíza Marivone Koncikoski de Abreu, condenou os homens acusados do homicidio da agente penitenciária Deise Alves, ocorrido na noite de 26 de outubro de 2012, naquele município. Ao chegar em casa, a vítima, então com 30 anos, foi alvo de disparos de arma de fogo e morreu no local.

Os réus são integrantes de facção criminosa incrustada no sistema prisional catarinense, e a morte da agente ocorreu em represália à ação de seu marido, Carlos Alves, então diretor da Penitenciária de São Pedro de Alcântara, que havia determinado o corte de regalias naquele estabelecimento penal.

Continua após a publicidade

As penas aplicadas pela magistrada a quatro réus variaram de 14 a 22 anos. Um quinto réu, apontado como mandante do crime, teve o processo desmembrado e será julgado em data a ser definida. Eles podem recorrer da decisão ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Fórum da Comarca de São José (Foto: Biguá News)
Fórum da Comarca de São José (Foto: Biguá News)

As informações são do TJSC.

Publicidade