Seleção da Alemanha passou a noite no Stade de France após amistoso

Publicidade

 AFP

A seleção de futebol alemã passou a noite de sexta-feira para sábado no Stade de France, em vez de regressar ao hotel em que estava hospedada, depois dos atentados na capital francesa.

Continua após a publicidade

“Queríamos evitar qualquer risco, e decidimos não cruzar Paris (…) e ficar no vestiário”, declarou o gerente da equipe Oliver Bierhoff, no retorno da seleção no aeroporto de Frankfurt.

A Alemanha disputava um amistoso com a França na sexta à noite no Stade de France, onde duas explosões foram ouvidas fora do recinto durante o jogo. Enquanto isso, vários ataques coordenados foram registrados no centro de Paris.

A seleção alemã só foi informada sobre os ataques após retornar “para o vestiário”, uma vez que o jogo foi interrompido e o estádio evacuado.

Os jogadores ficaram “chocados” e “muito ansiosos”, segundo o ex-jogador. “As informações sobre a situação não eram muito claras”, disse ele.

Os membros da equipe voltam para casa neste sábado para descansar com suas famílias, acrescentou Bierhoff.

A Alemanha ainda não confirmou se disputará seu próximo jogo agendado contra a Holanda na terça-feira.

“Não há nenhuma decisão ainda, mas eu sou a favor de jogar”, declarou o presidente em exercício Reinhard Rauball à agência de notícias alemã DPA.

Atentado no Stade de France (GET Images)
Atentado no Stade de France (GET Images)
Publicidade