Terminal do BRT para atender Biguaçu será no Barreiros

Publicidade

O Observatório de Mobilidade Urbana da UFSC apresentou, na tarde desta quarta-feira, o projeto operacional de sistema de ônibus integrado da região metropolitana da Grande Florianópolis, a representantes das operadoras de ônibus, em reunião na Secretaria de Estado do Planejamento, na capital. O objetivo do trabalho é racionalizar o sistema de ônibus na região continental.

Segundo levantamento do Observatório, existem muitas superposições de linhas municipais com metropolitanas, além de superposição de linhas de empresas com outras empresas. O estudo mostra que o sistema de transporte público terá mais eficiência com a implantação de faixas exclusivas de ônibus principalmente no binário das ruas Fúlvio Aducci e Gaspar Dutra, na Av. Ivo Silveira, no Estreito, em Florianópolis, além da Rua Leoberto Leal, Avenida Presidente Kennedy e Acione Souza Filho (Beira-Mar Continental), em São José.

Continua após a publicidade

Outra sugestão do plano é a construção de dois terminais de ônibus, um em Barreiros, chamado de “São José Norte”, e outro em Forquilhinhas, nomeado “São José Sul”. Com a implantação do BRT (Bus Rapid Transit), a expectativa é priorizar o conforto do passageiro, aumentar a frequência de ônibus e ter ganho de tempo nos percursos.

“Foi uma reunião muito produtiva, houve um acordo dos grandes números. Houve apenas uma dúvida sobre o segundo terminal no sentido Biguaçu, mas isso vai ser avaliado em função da demanda. Os operadores entenderam a dinâmica do processo todo, do plano operacional e funcional da infraestrutura e uma vinculada à outra. Também compreenderam a necessidade de atender ao Tribunal de Contas do Estado em relação à realização de licitação para as novas concessões”, comentou o superintendente da Região Metropolitana, Cassio Taniguchi.

O projeto segue as diretrizes do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis (Plamus) de implantar BRT (Bus Rapid Transit) na ligação Ilha-Continente complementado por linhas alimentadoras que fazem distribuição dos passageiros nos bairros da região metropolitana de Florianópolis. A estimativa é que haja economia de 20% da quilometragem rodada pelos ônibus e 10% da frota com a racionalização das linhas e a reorganização da rede continental de transporte público, ligando os municípios da Grande Florianópolis.

“É um sonho que a região da Grande Florianópolis vem nutrindo há muito tempo. Nas últimas duas décadas, vem se falando nisso e é a primeira vez que um governo materializa pensamentos no sentido de concretizar essa ideia. A gente como operador do sistema vê com muitos bons olhos, a gente tem certeza que este é o melhor modelo possível existente, na certeza de que a população será a grande vitoriosa, a grande ganhadora com esta política pública que o Governo do Estado está implementando no transporte coletivo da Grande Florianópolis, consequentemente na mobilidade também”, comemorou o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis, Léo Mauro Xavier Filho.

Participaram da reunião representantes dos operadores de ônibus, da prefeitura de São José e das Câmaras de Vereadores de Biguaçu e Florianópolis.

Infraestrutura será via parceria público privada

O Governo do Estado propõe fazer uma parceria público privada para implantação, manutenção e gestão da operação da infraestrutura do sistema BRT na região metropolitana de Florianópolis. Caberá à iniciativa privada no período de 25 anos:

– Implantação da infraestrutura – construção de vias, estações, paradas, terminais, sistema ITS (Sistema de Inteligência Operacional) e CCO (Centro de Controle Operacional)

– Manutenção da infraestrutura viária, estações, terminais e paradas, reposição de equipamentos e atualização tecnológica

– ITS – Sistema de Inteligência Operacional
Controle de tráfego e fiscalização
Sistema de portas de plataforma automáticas
Sistema de vigilância eletrônica
Informação do transporte em tempo real ao usuário
Acesso wi-fi gratuito nos ônibus, paradas, estações e terminais
Sistema de sonorização

Rosália Dors Pessato

Publicidade