‘Universidades precisam melhorar a formação dos bacharéis em Direito’

Publicidade

Boa parte dos cursos de Direito em Santa Catarina precisam melhorar a formação de seus bacharéis, segundo análise do candidato a presidente da seccional catarinense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SC) Adriano Zanotto. Conforme o advogado, que já foi presidente por dois mandatos, entre 2001 e 2006, algumas instituições de ensino deixaram de investir na formação do futuro profissional de advocacia para apenas treiná-los para conseguirem aprovação no exame da OAB.

Adriano Zanotto - candidato a presidente OAB SC
Adriano Zanotto (Foto: Samira Z. Alves)

“Se nós olharmos a quantidade da aprovação na OAB, que aumentou nos últimos anos, teremos a falsa impressão de que os cursos estão melhorando. Mas não é isso o que está acontecendo, pois após receber o registro profissional, o bacharel em Direito está encontrando muita dificuldade para advogar e isso revela deficiência na formação acadêmica”, comentou, em entrevista ao Biguá News.

Continua após a publicidade

Zanotto informou que durante suas andanças pelo Estado nessa campanha para eleição da OAB – que ocorrerá na próxima segunda-feira, dia 16 – ele constatou que em algumas faculdades estava faltando professor, pois o docente deixara a sala de aula para ministrar cursinhos visando à prova da OAB.

“Muitos desses cursos deixaram de formar o estudante e já a partir da quarta fase começam a treiná-lo para a prova. Tem acadêmico que passa no teste da OAB antes de encerrar a graduação, mas posteriormente não consegue se manter no mercado de trabalho, pois sua formação foi carente de conteúdo”, disse.

Adriano lembrou que o assunto já está sendo debatido entre os advogados e aduz que a OAB, em sua gestão, será atuante no sentido de fiscalizar os cursos acadêmicos, mas também criará um mecanismo dentro da própria Ordem para dar suporte ao advogado recém-formado.

“Tenho conversado muito sobre isso com o professor Cesar Luiz Pasold, da Comissão de Educação Jurídica da OAB, que é um profissional de alta capacidade e também está preocupado com o tema. A OAB será parceira dos cursos jurídicos, no intuito de melhorar a capacitação dos futuros advogados. Mas também vamos ter que discutir o quadro pedagógico das instituições para saber quais os motivos que levam a essa carência na formação, concluiu.

A eleição da OAB será na segunda-feira e cerca de 25 mil advogados em Santa Catarina estão aptos a votar. Adriano Zanotto vai concorrer contra o candidato da situação, Paulo Marcondes Brincas.

Publicidade