Vigilância Epidemiológica reforça necessidade de imunização contra a Febre Amarela

Publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, reforça a importância da vacinação contra a Febre Amarela, doença infecciosa febril aguda que pode levar à morte em cerca de uma semana, se não for tratada rapidamente. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal no município mantendo a população protegida.

Os sintomas iniciais incluem febre, calafrios, dor de cabeça, dor nas costas, dores no corpo em geral, náuseas, vômitos, fadiga e fraqueza. Em casos graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos), hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos.

Continua após a publicidade

Em ambiente silvestre, os mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes transmitem o vírus, e os macacos são os principais hospedeiros. “Por esse motivo, é importante que a população comunique a Secretaria Municipal de Saúde ao encontrar um macaco morto ou doente. Isso nos ajuda a acompanhar a circulação do vírus pelo estado”, ressalta a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal, Laís Pauli.

Em Biguaçu a vacina contra a Febre Amarela está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para pessoas a partir de nove meses de idade. Alguns grupos necessitam de avaliação médica antes de serem imunizados. Para mais informações, os munícipes devem procurar a UBS mais próxima tendo em mãos o Cartão de Vacinação.

Publicidade