Casan afirma investir R$ 50 milhões para garantir abastecimento no verão

Publicidade

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) afirmou, durante o lançamento da “Operação Presença 2016”, realizado na quinta-feira (8),em Florianópolis, que para a próxima temporada de verão trabalha com investimento de R$ 50 milhões para garantir o abastecimento de água na Região Metropolitana. Conforme a assessoria da Casan, o planejamento contempla 64 ações ou obras na Grande Florianópolis. Dezesseis são relacionadas a projetos de grande porte, envolvendo infraestrutura, e 48 pontos são voltados à manutenção e melhorias operacionais.

“Esse ano vamos manter o que deu certo na temporada passada, mas nosso foco está em ampliação da infraestrutura de abastecimento, para reforçar a produção, a distribuição e a reserva de água”, frisou o superintendente da Região Metropolitana da Casan, Lucas de Barros Arruda, que representou a companhia no lançamento da Operação Presença, ao lado do gerente da Agência Florianópolis, Marcelino Aloir Dutra.

Continua após a publicidade

Em termos de produção de água, Lucas ressaltou que uma das obras mais importantes para a região é o equipamento flocodecatandor, que vai ampliar a capacidade de tratamento da Estação de Tratamento de Água (ETA) Morro dos Quadros, em Palhoça. O equipamento implantado com R$ 24,2 milhões entra em operação em dezembro, para atender o aumento da demanda de água nesta temporada.

Em relação à distribuição, a Casan conta mais uma vez com o primeiro trecho da macroadutora do Itacorubi, que permite a interligação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água da Grande Florianópolis ao Sistema Costa Norte. São atendidas, pelo Costa Norte, algumas das praias mais procuradas na Ilha durante o verão, como Canasvieiras, Jurerê e Ingleses. E para acúmulo de mais água para essa mesma região, a Casan trabalha na implantação de um reservatório de 3 milhões de litros em Ingleses. Associando essa unidade de reserva a outras já existentes no Norte da Ilha, a Casan chega a 8,8 milhões de litros de armazenamento para a região, um incremento de 52%.

“Estamos com alguns entraves em função do terreno em que será montado esse reservatório, mas todo o esforço está sendo feito para que também essa nova estrutura que será montada de forma ágil, em placas de aço vitrificado, nos ajude no reforço do abastecimento de Florianópolis”, informou o superintendente.

Segundo Lucas, ações operacionais e de manutenção já adotadas na temporada passada estão mantidas, como a contratação de carros-pipa, locação de geradores para os sistemas de água e de esgoto, limpeza de poços e adutoras e reforço das equipes de plantão nos meses de verão. “Nosso esforço insiste naquilo que deu certo em termos operacionais na temporada passada, mas trabalhamos também para colocar em funcionamento uma infraestrutura de abastecimento que vai permanecer muito além do verão”, completou.

Publicidade