Chuva já provocou ocorrências em 85 cidades catarinenses

Publicidade

A chuva que persiste em Santa Catarina já provocou ocorrências em 85 cidades do Estado, informa boletim da Defesa Civil. O relatório, com dados atualizados às 14h50 desta quinta-feira (22), indica 4.243 residências danificadas ou atingidas e 18.615 pessoas afetadas. Até a tarde desta quinta, sete cidades decretaram situação de emergência: Agronômica, Itajaí, Ituporanga, Lebon Régis, Papanduva, Quilombo e São Cristóvão do Sul.

A previsão do Centro de Informações Meteorológicas da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri/Ciram) indica que a chuva persiste em SC neste dia, com intensidade moderada a forte em alguns momentos, mantendo a condição para temporais com descarga elétrica, vento forte e granizo isolado.

Continua após a publicidade

As chuvas já provocaram inundações especialmente no Vale do Itajaí, Planalto Norte e Planalto Sul. Estão acima da cota de emergência os rios em Taió, Laurentino, Rio do Sul, Botuverá, Blumenau. Em Rio do Sul, o rio atingiu 9,98m às 12h desta quinta e, em Laurentino, o rio bateu a marca de 9,93m às 13h. Taió atingiu 8,73m às 14h e Botuverá 5,15m às 14h30.

Em Blumenau, o rio Itajaí-Açu entrou em cota de emergência, alcançando 8,70m às 14h desta quinta. A previsão é de que o rio atinja o nível de 9,50m às 21h, com tendência de elevação após este horário.

Próximos dias

Para sexta-feira, 23, a previsão é de que a chuva diminua no Estado, mas as nuvens permanecem sobre SC. As áreas mais próximas ao Paraná, que se estende da região Oeste ao Litoral Norte, ainda ficam com tempo mais instável e sujeito a chuva, alternado com períodos de melhoria. Na madrugada e na manhã há condições de descarga elétrica e temporal isolado com granizo, especialmente nas áreas mais próximas ao Paraná.

Entre sábado e domingo, Santa Catarina registra períodos de sol em boa parte do Estado, com chance de pancadas isoladas de chuva e descarga elétrica no Oeste e Meio-Oeste no período da tarde e noite. Da Grande Florianópolis ao Norte do Estado pode ocorrer chuva fraca, associada à circulação marítima.

Recomendações da Defesa Civil

Tempestades com descargas elétricas (raios), vento e granizo: permanecer em local seguro e não transitar em locais abertos, próximo a árvores, placas publicitárias ou objetos que possam ser arremessados. Em caso de ocorrência de granizo, é aconselhável que as pessoas se protejam em lugares com boas coberturas, fechem janelas e portas, e não utilizem equipamentos elétricos ou telefones.

Inundações/alagamentos: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas.

Deslizamentos de terra: deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas nas proximidades de residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, pelo telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 3664-7056.

Publicidade