Municípios de SC estão sem abastecimento de água por causa de enchentes

Publicidade

Ascurra, Apiúna e Rodeio, que compartilham um Sistema Integrado, tiveram a captação de água suspensa nesta quinta-feira por acúmulo de material orgânico levado pelo rio, o que compromete o bombeamento da água captada. Equipes da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) trabalham na limpeza dos equipamentos e conseguiram restabelecer parcialmente o abastecimento, mas a vazão do sistema ainda está bem abaixo do normal, funcionando em torno de 40% da sua capacidade.

O mesmo problema causou a paralisação do Sistema Integrado que atende Santa Terezinha e Mirim Doce. Benedito Novo também está com o abastecimento prejudicado por causa da turbidez, que limitou a vazão do sistema a 30% do volume de água que é normalmente captado.

Continua após a publicidade

Em Agrolândia os problemas são diversos vazamentos na rede de distribuição ocorridos sob pontes que estão submersas com a cheia, o que impede o conserto e causa redução na vazão do Sistema. Também em Trombudo Central o rompimento de uma rede que passa sob a ponte, que está debaixo d’água, está inviabilizando o abastecimento para o Bairro Bracatinga.

A Casan não conseguiu sequer contato com a Agência Witmarsun, que está com o sistema de abastecimento inoperante. Em Lontras houve o rompimento de uma adutora causado pela chuva, que deixou sem água os bairros de Serra São Miguel e Subida.

No Sistema Integrado de Rio do Sul, que atende além daquele município Lontras, Agronômica, Laurentino e Aurora, está mantido com o funcionamento de uma bomba anfíbia, que funciona mesmo abaixo do nível do rio. Mas com alta turbidez da água, o tratamento está reduzido.

Já o atendimento na Agência de Rio do Sul, no centro da cidade, continua suspenso, pois toda a região continua alagada. Equipamentos e alguns materiais foram provisoriamente transferidos para a Estação de Tratamento de Água, na parte alta de Laranjeiras. 

Emergências e solicitações de serviços podem ser feitas pelos telefones (47) 3521-4801 e (47) 3531-1615, informa a assessoria da Casan.

Publicidade