CPI que investigará se Salete foi funcionária fantasma começa ouvir testemunhas

Publicidade

Na tarde desta quarta-feira, dia 23 de junho, começam as audiências extrajudiciais da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Câmara Municipal de Biguaçu. A Comissão tem a finalidade de investigar possíveis atos irregulares, supostamente atrelados à vereadora Salete Orlandina Cardoso, no que diz respeito às investigações da “Operação Co-Incidência”. A ação foi desencadeada pela Polícia Civil (DEIC), em dezembro de 2020, com o objetivo de apurar a existência de crimes contra a administração pública.

Durante o mês de junho, as reuniões serão realizadas nos dias 23, 24 e 30. Já no mês de julho, os encontros ocorrerão nos dias 1º, 7, 8, 14, 15, 21, 22, 28 e 29. Em agosto, as datas agendadas são nos dias 4 e 5. As audiências serão às quartas e quintas-feiras, com o início dos trabalhos às 14h. Além dos integrantes da Comissão, outros vereadores que indicarem interesse também poderão fazer perguntas aos convocados ou convidados.

Continua após a publicidade

Leia também:

Investigação policial que envolve Salete Cardoso está sob sigilo na Delegacia de Biguaçu

Com 223 faltas injustificadas, Salete pode perder emprego na Prefeitura e mandato na Câmara

As audiências serão transmitidas, ao vivo, pelo canal da Câmara no youtube.com/cmbigua e as gravações serão disponibilizadas na página de vídeos oficial da Casa. Apenas as reuniões secretas não serão veiculadas em tempo real, sendo gravadas e declaradas sigilosas, podendo ser acessadas apenas mediante requerimento e análise da presidência. Acompanhe as atualizações dos trabalhos da CPI pelas redes sociais do Legislativo de Biguaçu. 

Publicidade