Estado é notificado para tombar freguesias luso-brasileiras na Grande Florianópolis

Publicidade

O Governo do Estado de Santa Catarina recebeu, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a notificação de tombamento das freguesias luso-brasileiras na Região da Grande Florianópolis. O documento foi entregue ao secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, para encaminhamentos e resposta ao órgão federal.

De acordo com o Iphan o tombamento garante a preservação do patrimônio  considerado de  elevado valor histórico e paisagístico do Ribeirão da Ilha, Lagoa da Conceição e Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis e Enseada do Brito, em Palhoça.

Continua após a publicidade

Na Lagoa da Conceição, um dos prédios incluídos no processo de tombamento está a Igreja Nossa Senhora da Imaculada Conceição, a Antiga Casa do Vigário, a Casa Coutino, o Teatro Divino Espírito Santo, a Creperia Degrau entre outras construções e a praça da igreja.

O documento foi enviado à Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e a Secretaria de Estado da Cultura, Turismo e Esporte (SOL), para conhecimento e avaliação. A notificação foi publicada no Diário Oficial da União, na edição 212 – página 14.

“Esse processo tem uma tramitação que há necessidade da manifestação do Governo de Santa Catarina. Agora vamos ouvir a Fundação Catarinense de Cultura para posteriormente adotar os encaminhamentos necessários e delinear a posição do Estado sobre o assunto”, destacou Serpa.

Rafael Vieira de Araújo
Assessoria de Imprensa

Publicidade