Joinvile cede empate à Ponte no final do jogo

Publicidade

O Joinville voltou a campo no inicio da noite deste domingo com um só objetivo, vencer e abandonar a lanterna da Série ‘A’ do Campeonato Brasileiro. Os resultados da rodada proporcionavam isso para o Tricolor. Mas não foi o que aconteceu, pois, mesmo sendo superior durante toda a partida, o Joinville ficou no empate, em 1 a 1, com a Ponte Preta e continua na lanterna da competição.

O primeiro tempo começou com um Joinville acelerado, partindo com tudo pra cima da Ponte Preta que se mostrou acuada dentro do seu campo defensivo. O Joinville apostava todas as fichas nas jogadas individuais de Lucas Crispim, disparado o melhor jogador em campo na primeira etapa.

Continua após a publicidade

Na primeira jogada mais aguda do meia, ele limpou três adversários e só foi parado com falta, na entrada da área. O mesmo Lucas Crispim cobrou e carimbou a trave do goleiro Marcelo Lomba.

Em outra jogada individual, Lucas Crispim enfileirou novamente a zaga da macaca e mais uma vez foi parado com falta na entrada da área. Desta vez que cobrou foi Marion e Marcelo Lomba segurou.

O primeiro tempo encerrou com o placar fechado mesmo com a superioridade do Joinville.

Para a segunda etapa o técnico Adílson Batista realizou duas alterações dentro do vestiário. Abriu a equipe colocando Silvinho no lugar de Kempes e Willian Popp no lugar de Dankler. Com as mudanças Popp atuou caindo pela direita e Naldo foi para a lateral.

As mudanças deram resultados logo aos 9 minutos do segundo tempo. Em uma jogada trabalhada que iniciou com Anselmo que fez lançamento preciso para Willian Popp, este levantou na medida para o estreante Silvinho, tocar pela primeira vez na bola e marcar o seu primeiro gol com a camisa Tricolor. Joinville 1 a 0.

Com o gol o Joinville não se fechou, mas a Ponte teve que se abrir e ir pra cima. O Joinville perdia boas oportunidades no ataque. Mas a bola para matar o jogo ficou no pé de Willian Popp. Depois de um bate e rebate a bola sobrou para Popp que saiu de dois marcadores e ficou frente a frente com o goleiro Marcelo Lomba, ele tirou demais do goleiro e a bola passou tirando tinta da trave seria um gol de placa do garoto.

E a velha máxima do futebol aconteceu. Quem não marca, leva. Aos 27 minutos Biro-Biro foi derrubado dentro da área pelo volante Anselmo, pênalti. Fernando Bob cobrou e empatou a partida. 1 a 1.

Adílson Batista promoveu então a entrada de Marcelinho Paraíba no lugar de Lucas Crispim, que saiu cansado. Marion, em jogada individual, arriscou de fora da área e acertou a trave do goleiro Marcelo Lomba, mas ela insistia em não entrar.O Joinville tentou mais uma vez e até teve outra oportunidade de fazer o segundo em um chute que foi na trave pela terceira vez em arremate de Silvinho. E a partida ficou assim. Joinville 1, Ponte Preta também 1.

O Joinville volta a campo no próximo domingo, ás 11hs, diante do Santos, na Vila Belmiro.

Ficha Técnica:

Joinville: Agenor; Dankler (Silvinho), Guti, Douglas Silva e Diego; Anselmo, Naldo, Fabrício e Lucas Crispim (Marcelinho Paraíba); Kempes (William Popp) e Marion.

Técnico: Adilson Batista

Ponte Preta – Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Josimar (Borges), Felipe (Bady) e Felipe Azevedo (Cesinha); Biro Biro e Diego Oliveira.

Técnico: Guto Ferreira

Gols:

Joinville-SC: Silvinho 9′ 2T

Ponte Preta-SP: Fernando Bob 28′ 2T

Publicidade