Liberadas mais três licenças para instalação de hidrelétricas em Santa Catarina

Publicidade

A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) concedeu, nesta semana, mais três licenças para pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). As usinas de Jaspe, em São Miguel da Boa Vista, Granada e Âmbar, em Romelândia, receberam a Licença Ambiental Prévia (LAP), que funciona como uma chancela do órgão ambiental ao início do planejamento do empreendimento.

O projeto inicial das pequenas centrais prevê que juntas, as três usinas possam gerar 13,95 MW, suficiente para abastecer 100 mil pessoas.  Além dessas três licenças, a Fatma liberou na semana passada mais 10 licenças para empreendimentos que geram energia limpa.

Continua após a publicidade

“Estamos tentando agilizar os processos que estavam em atraso dentro do órgão. Isso, sempre analisando os impactos com responsabilidade e priorizando a sustentabilidade. Queremos cumprir nossa parte no programa do Governo do Estado SC+Energia”, explica o presidente da Fundação, Alexandre Waltrick.

O programa, lançado pelo governador Raimundo Colombo, prevê uma série de medidas que incentiva o investimento em energias alternativas, limpas e renováveis, como PCHs, Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs), eólicas, solar e biomassa. Colombo destaca que a criação do SC+Energia é uma medida de enfrentamento à crise.

“Temos uma série de vantagens estratégicas que nos permitem enfrentar a crise com coragem e esse programa é uma delas. Nosso desafio é fazer com que as pessoas não percebam que tem crise, que as pessoas não percam seus empregos, não deixem de empreender. Nosso desafio é esse todos os dias”, afirma o governador.

Além das PCHs, a usina hidrelétrica de Quebra-queixo, em Ipuaçu, também recebeu a Licença Ambiental de Operação (LAO), que permite o início da geração de energia pelo empreendimento. A usina de Quebra-queixo tem capacidade para gerar 120 MW.

Da Assessoria

Publicidade