Neném da Costeira é condenado a 21 anos e 10 meses de prisão

Publicidade
(Imagem: Reprodução RBS)
(Imagem: Reprodução RBS)

O Tribunal do Júri da Comarca de Florianópolis condenou, nesta quinta-feira, o traficante Sérgio de Souza, conhecido como “Neném da Costeira”, a pena total de 21 anos e 10 meses de prisão, em regime inicial fechado. Ele é acusado pela morte de um usuário de drogas motivada por dívida.

O julgamento iniciou às 9h no Fórum da Capital e foi concluído por volta das 18h. Neném da Costeira foi condenado pelos crimes de homicídio, com pena fixada em 18 anos, e por formação de quadrilha, com pena de três anos e 10 meses de prisão.

Continua após a publicidade

O crime ocorreu no dia 9 de janeiro de 2002. Na ocasião, a vítima foi assassinada por quatro pessoas com diversos tiros nas costas. O traficante foi condenado, anteriormente, a 23 anos e oito meses de reclusão por mandar matar um usuário de drogas que lhe devia R$1 mil. Apesar da condenação, a defesa do réu obteve a anulação da sentença por questões processuais, em decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e teve de ser julgado novamente.

Neném da Costeira ganhou notoriedade no começo dos anos 2000 por comandar um dos maiores esquemas de tráfico no estado de Santa Catarina. Atualmente o réu cumpre pena no presídio federal de Porto Velho, em Rondônia, e a Justiça autorizou o translado do traficante para o julgamento de Florianópolis.

Atuaram pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) perante o Tribunal do Júri os Promotores de Justiça Andrey Cunha Amorim e Wilson Paulo Mendonça Neto, informa a assessoria do MPSC.

Publicidade