R$ 17 milhões em dívidas trabalhistas são negociados em Santa Catarina

Publicidade

divida_trabalhista_Adriano_EbenriterA Justiça do Trabalho em Santa Catarina já garantiu o pagamento de R$ 17 milhões em dívidas trabalhistas, com os acordos obtidos nos três primeiros dias da 10ª Semana Nacional da Conciliação do Poder Judiciário, superando o recorde de 2013, quando foram negociados cerca de R$ 10 milhões.

O total arrecadado até o momento é quase o dobro do valor obtido durante os cinco dias do evento no ano passado (R$ 8,8 milhões). Até o momento, foram realizadas 627 audiências e homologados 227 acordos em todo o Estado.

Continua após a publicidade

A grande recordista foi a 2ª Vara de Florianópolis, que arrecadou pouco mais de R$ 15 milhões em apenas dois dias de audiências, com 46 acordos envolvendo uma empresa multinacional do ramo de telecomunicações.

A unidade foi designada pela Presidência do TRT-SC para atuar não somente em processos da empresa que tramitavam na Vara, mas também em ações de outras unidades da capital e demais jurisdições, como Blumenau, Joinville, Mafra e Tubarão. A iniciativa partiu da própria reclamada, que é uma das maiores litigantes da Justiça do Trabalho catarinense.

As audiências foram conduzidas pelo juiz Válter Túlio Amado Ribeiro, que utiliza uma dinâmica própria para facilitar e acelerar a conciliação. Além de realizar audiências simultâneas, com duas mesas e dois assistentes, ele procura tornar o ambiente mais humanizado, enfrentando a resistência das partes com bom humor.

“Eu desmitifico a figura do juiz, que normalmente é distante das partes. Procuro me aproximar mais das pessoas e busco a vontade delas em realizar o acordo”, explica o magistrado, que até o final da semana quer homologar um total de 150 acordos.

A informação é do TRT.

Publicidade