Santos preparado para final da Copa do Brasil

Publicidade

O clima de uma grande decisão é sempre diferente da normalidade. No Santos, o elenco resolveu não dar entrevistas depois da derrota para o Coritiba e se fechar antes do primeiro clássico contra o Palmeiras, antes das finais da Copa do Brasil. Apenas Renato, jogador mais experiente do grupo, apareceu para uma entrevista coletiva nesta terça-feira, antes dos portões do CT Rei Pelé serem fechados para mais um treino secreto. Além disso, Dorival Júnior convocou todos os jogadores para partida desta quarta-feira, às 22 horas, na Vila Belmiro.

“Incentivo sempre tem, conversas existem. Sempre procuramos passar para os mais novos como é bom ser campeão. Como é gratificante pelo resultado do trabalho. É isso que procuro passar. Depois de ser campeão uma vez, você quer ser sempre. Desde meu primeiro título, em 2002, vi como é bom ser campeão. Tem que aproveitar o máximo e tem que ter essa ambição. Não só eu, mas os mais novos sentem a ansiedade”, explicou Renato, que já ergueu duas taças de campeão Brasileiro com a camisa do Peixe, em 2002 e 2004, além do Paulista desde ano.

Continua após a publicidade

Assim, 35 atletas vão se concentrar para o duelo que abre o confronto com o alviverde da Capital. A estratégia é a mesma adotada por Marcelo Fernandes, durante as finais do Estadual, no primeiro semestre, contra o mesmo Palmeiras. Naquela ocasião, deu certo, já que o alvinegro praiano acabou ficando com o título depois da disputa por pênaltis.

As penalidades, aliás, podem mais uma vez definir quem sairá vencedor. Nos cinco clássicos desta temporada entre Santos x Palmeiras, o Peixe venceu três vezes em sua casa por 2 a 1, enquanto o Verdão fez 1 a 0 nos dois duelos do Allianz Parque.

“Pode haver disputa, já que mudou a regra do gol fora. Teoricamente, se no Paulista fosse assim, o Palmeiras seria campeão. Pode haver. Clássicos são sempre decisivos, placar apertado. Vamos treinar cobranças, porque não podemos menosprezar e desrespeitar. Tem muita gente de qualidade do outro lado. Estamos treinando sempre. É algo que temos em mente”, reconheceu Renato.

Gazeta Esportiva

Publicidade