Cliente que matou ladrão em agência deverá ser indenizado por banco

Publicidade

O Santander foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ)a indenizar, por danos morais, em R$ 70 mil, um cliente que sofreu um assalto em uma agência e matou o ladrão com um tiro. O autor do processo, um policial militar aposentado, sustenta que o banco não garantiu sua segurança e integridade física porque a porta do local estava com defeito. Ele foi agredido pelo criminoso por sete minutos durante a ação, em 2004, em Higienópolis (SP).

Além de danos morais, o homem alegava dano material, porque saiu com um dente fraturado. O cliente, que foi representado pelo advogado Adilson Carvalho de Almeida, já morreu. O valor da indenização irá para seus herdeiros. Em nota, o Santander diz que “não se manifesta sobre controvérsias que estão sub judice”.

Continua após a publicidade

STJ

A informação é da Folha de São Paulo.

Publicidade