Tuta e os recursos na Justiça Eleitoral

Publicidade

Coluna Entrelinhas – *Alexandre Alves

Tuta perdeu mais um recurso na Justiça Eleitoral contra o prefeito Ramon Wollinger (PSD). Junto com o Ministério Público Eleitoral (MPE), o candidato derrotado na eleição de 2012 (e agora também na de 2016) queria cassar o atual mandato argumentando abuso de poder econômico, por meio de publicidade institucional.

Continua após a publicidade

O peemedebista perdeu esse caso na 1ª instância, no TRE-SC e agora no TSE. Placar: 3 a 0.

Tuta vai passar mais quatro anos tentando cassar Ramon na Justiça, pois ele ingressou com ações na 2ª Zona Eleitoral, no final de setembro, argumentando praticamente a mesma coisa lá de 2012: abuso de poder político e econômico. Acostou nos processos um áudio alegado ser de Ramon (que não prova nada), dezenas de fotografias do dia da eleição, além de alguns vídeos.

Porém, os argumentos de Tuta para cassar um mandato de prefeito são frágeis. Não é algo palpável e creio que ele perderá essas causas nas três instâncias novamente, pois não há prova fática para tirar de Wollinger o mandato para qual foi eleito, entre 2017-2020.

*Alexandre Alves é jornalista e editor da Coluna Entrelinhas

Publicidade